VERÃO = BOA ALIMENTAÇÃO

As crianças durante as férias só querem saber de se divertir, mas não é por isso que vão deixar de ter aquela alimentação pra garantir a energia do dia.

 

As férias são sinônimo de quebra de rotina para as crianças. Assim como os horários ficam mais flexíveis, a alimentação dos pequenos sofre alterações, e fica difícil para as mães combinarem um cardápio saudável, divertido, que agrade aos filhos e seja capaz de repor as energias gastas nas brincadeiras.
Mas quando se trata da alimentação da criançada, é preciso tomar alguns cuidados, mesmo nos dias de folga. Aqui, sugiro algumas medidas para que as férias passem sem contratempos:

Não substitua refeições
O ideal é tentar conservar os horários do café da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar.
Nunca deixe de preparar um café da manhã completo antes de sair de casa, pois dessa forma você garante nutrientes necessários no período da manhã.

Dê preferência à alimentos leves como as frutas, legumes, verduras, grelhados, refogados! Também não se esqueça dos alimentos que dão energia, como massas, o tradicional arroz com feijão e diferentes carnes.
Evite frituras e condimentos em excesso.

Atenção especial com conservação de alimentos.
Condições inadequadas de armazenamento, como a maionese fora da geladeira, são as razões mais comuns para quadros de diarreia, vomito, e desidratação!
Evitem a todo custo as “comidinhas de Praia”. Aqueles salgadinhos, camarõezinhos, pasteizinhos, de origem e conservação duvidosas e que são vendidos após ficarem “passeando” por tempo e espaços desconhecidos.

Em relação às guloseimas, nada de proibições – só é preciso ter bom senso. Salgadinhos, refrigerantes, balas, chocolates e outros devem ser consumidos sem exageros – e não devem substituir as refeições.

Reforce a Hidratação 
Um ponto muito importante durante o verão é a hidratação. Caso esteja na praia ou na piscina, aumente a ingestão de água ou sucos de fruta naturais, água de coco e picolé de frutas. O risco de desidratação aumenta no verão e as crianças muitas vezes não têm vontade de parar de brincar para beber algo, mesmo que sintam sede.

Por Dra Aglair Barbosa
Pediatra e nutróloga infantil

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.